Pedágio: AutoBan instala cobrança bidirecional em SP

As praças de pedágio instaladas nas rodovias Anhangüera (SP 330) e Bandeirantes (SP 348) em Itupeva, Valinhos, Sumaré, Nova Odessa e Limeira passam a ter cobrança nos dois sentidos também para automóveis de passeio a partir desta terça-feira. A cobrança bidirecional já é feita para ônibus e caminhões. Segundo a concessionária AutoBan, que administra as duas rodovias, não haverá aumento de tarifa. O valor praticado hoje será dividido pela metade e cobrado nos dois sentidos. Em Itupeva (quilômetro 77 da Bandeirantes) e Valinhos (quilômetros 81/82 da Anhangüera) a tarifa será de R$ 4,60 em cada sentido; em Sumaré (quilômetro 115 da Bandeirantes) e Nova Odessa (quilômetro 118 da Anhangüera), de R$ 4,10; e em Limeira (quilômetro 159 da Bandeirantes e 152 da Anhangüera), de R$ 3 10. "O pedágio passa a ter uma cobrança mais justa, paga quem usa e só quando usa", justificou o diretor de operações da AutoBAn, Roberto Siriani. Segundo ele, no sistema antigo o motorista pagava pelos dois sentidos ainda que não utilizasse a mesma rodovia no percurso de ida e volta. A cobrança bidirecional também será instalada nas praças de pedágio de Perus (quilômetro 26 da Anhangüera) e Campo Limpo (quilômetro 36 da Bandeirantes). A previsão é de que as obras nas duas últimas praças que cobram pedágio em sentido único no sistema Anhangüera-Bandeirantes estejam concluídas no próximo mês. O custo da implantação de pedágios bidirecionais é de R$ 30 milhões, segundo a AutoBAn. A concessionária informou que o fluxo nas duas rodovias é estimado em 130 mil veículos por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.