Pedágio em SP sobe 7,04% na quinta-feira

As concessionárias rodoviárias do Estado de São Paulo vão reajustar o pedágio em 7,04% a partir da zero hora de quinta-feira (dia 1º). O reajuste anual em julho, previsto no contrato de privatização, será repassado na íntegra, informou nesta segunda-feira o secretário estadual de Transportes, Dario Rais Lopes.O fator de reajuste é baseado na inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) nos últimos 12 meses. No ano passado, por ter sido considerado alto, o aumento do pedágio (de 31,25%) foi parcelado. Houve repasse de 23,64% em julho de 2003 e de 6,37% em 1º de janeiro deste ano.Lopes afirmou que, a partir de julho, haverá uma espécie de promoção para os usuários das rodovias portadores do chamado tag, uma etiqueta eletrônica do "Programa Sem Parar" afixada no pára-brisa do veículo. A utilização da etiqueta permite a cobrança do pedágio por meio de leitura eletrônica, sem que o veículo precise parar no posto. Segundo Lopes, se o motorista usar o tag mais de dez vezes no mês, a taxa mensal de R$ 7,10 pelo uso da etiqueta cairá pela metade, para R$ 3,50. De acordo com o secretário, 350 mil pessoas utilizam o pedágio eletrônico no Estado. A taxa de adesão ao Sem Parar é de R$ 39,70 e outras informações podem ser obtidas no site www.semparar.net.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.