Pedágio mais caro a partir de domingo

Os pedágios nas estradas paulistas estarão até 15,38% mais caros a partir de domingo. O aumento da tarifa foi autorizado nesta quinta-feira pelo secretário de Estado dos Transportes, Michael Zeitlin, e vale para as estradas administradas pelas 12 concessionárias que têm contratos monitorados pela Comissão de Concessões da secretaria.Na relação de pedágios que terão aumento de preço estão os das rodovias operadas pelas empresas Ecovias (Sistema Anchieta-Imigrantes), AutoBAn (Anhangüera-Bandeirantes) e Viaoeste (Castelo Branco-Raposo Tavares).As outras estradas são operadas pelas concessionárias Tebe, Vianorte, Intervias, Centrovias, Triângulo do Sol, Autovias, Renovias, Rodovia das Colinas e SPVias.Para justificar o aumento, o governo informou que a receita do pedágio é o principal recurso para garantir a operação e a ampliação das rodovias.A Comissão de Concessões informou que a data do aumento está prevista nos contratos com as concessionárias. O valor toma como base a variação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) da Fundação Getúlio Vargas de junho de 2000 a maio de 2001, de 11,05%.O índice real de reajuste, porém, vai variar de 7,14% a 15,38%, por causa do arredondamento dos valores. Tarifas de até R$ 4,00 serão arredondadas para baixo. Acima desse preço, a correção será para cima.Na Castelo Branco, por exemplo, na praça de pedágio de Itapevi, o preço vai subir de R$ 5,00 para R$ 5,60.Segundo a secretaria, a Viaoeste não vai alterar os valores dos pedágios nas Marginais da Castelo Branco, localizadas entre São Paulo e Alphaville. Nessas praças a tarifa é de R$ 3,50 em cada sentido.A Viaoeste informou que vai contestar a liminar obtida pelo advogado Donaldo de Moraes, que lhe permite usar as Marginais sem pagar pedágio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.