Pedágios devem sofrer novos reajustes em SP

O índice de reajuste dos pedágios das estradas paulistas deve mudar no ano que vem. A Secretaria de Estado dos Transportes de São Paulo contratou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), da USP, para desenvolver o novo parâmetro, que deve estar pronto em janeiro. "Depois, vamos negociar com as concessionárias para poder aplicá-lo em julho. Acredito que ficará menor que o atual", afirma o secretário Luiz Carlos David. Isso deve provocar reclamações das empresas.Hoje, como está previsto nos contratos de concessão das estradas, a correção é feita com base no Índice Geral de Preços de Mercadorias (IGPM), da Fundação Getúlio Vargas. Segundo o secretário, ele não é o mais adequado. "Precisamos de um índice específico", diz David. Ele garante que não haverá pedágio na nova pista da Rodovia dos Imigrantes.Mas no Sistema Anchieta-Imigrantes os preços vão mudar, a partir de quarta-feira. O preço vai passar de R$ 6,60 para R$ 9,60 nas duas praças de planalto. Na praça de São Vicente, na Rodovia Manuel da Nóbrega, a tarifa baixará para R$ 2,60 e na do Guarujá, na Rodovia Comendador Domênico Rangare (Piaçagüera-Guarujá), para R$ 4,40.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.