AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Pediatra e professor são acusados formalmente por abuso sexual

O Ministério Público de São Paulo ofereceu nesta segunda-feira denúncia (acusação formal) contra o pediatra Eugênio Chipckevitch, por abusar sexualmente de pacientes. Ele foi acusado por 12 atentados violentos ao pudor (ato de violência sexual), 11 crimes de violação de imagem de adolescentes e 1 caso de corrupção de menor. Caso seja condenado pela Justiça, está sujeito a uma pena mínima de 84 anos de prisão e uma máxima de 228 - a lei no Brasil impede que alguém fique preso por um período maior de 30 anos. A denúncia foi entregue à 10ª Vara Criminal da capital, que decidirá se aceita ou não a denúncia, instaurando processo judicial contra o médico.ProfessorJoão Batista Lisboa, professor de futebol do Centro Desportivo Municipal do Parque São Lucas, na zona leste de São Paulo, que é acusado de abusar sexualmente dos alunos, também foi denunciado hoje pelo MP. As duas acusações por atentado violento ao pudor foram formuladas pelo promotor Antonio Carlos da Silveira Arnóbio.

Agencia Estado,

27 de maio de 2002 | 21h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.