Pedida liberdade provisória de Edinho

O advogado Sidney Gonçalves entrou nesta segunda-feira, no Fórum de Praia Grande, com pedido de liberdade provisória para Edson Cholbi Nascimento, o ex-goleiro Edinho, preso preventivamente desde quinta-feira acusado de lavagem de dinheiro. A decisão sobre a liberação do ex-jogador, que está preso na Penitenciária 2 de Tremembé, deverá ocorrer nos próximos 15 dias. Caso o juiz da 1ª Vara Criminal Edegar Sousa Castro não atenda ao pedido, a defesa irá entrar com habeas-corpus no Tribunal de Justiça. Sidney Gonçalves chegou ao fórum por volta das 14 horas e protocolou o pedido de liberdade provisória para seu cliente. Depois disso, seguiu para Santos, onde manteve reunião com o pai de Edinho, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. "Ele foi surpreendido com a notícia da prisão do filho, que eu mesmo comuniquei, e ficou inconformado, pois, analisando a parte técnica, inexistem motivos para que seja decretada a prisão preventiva", disse o advogado. Segundo ele, Pelé não vai se pronunciar sobre o caso. "Os motivos que levaram a decretação da prisão preventiva do Edson já foram analisados e refutados pelo STF por ocasião daquela primeira prisão", disse Sidney Gonçalves. "O STF reconheceu que não existiam motivos para a prisão preventiva e o colocou na rua". Segundo ele, os argumentos para o pedido e decretação da prisão na semana passada foram os mesmos do processo anterior. "Não houve qualquer fato novo que tenha modificado a condição de Edinho aguardar em liberdade o julgamento desse segundo processo." Edinho tem todas as condições para sair da prisão, no entender do advogado. Seu passaporte está retido na justiça, ele tem residência fixa, compareceu espontaneamente na audiência do dia 28 de dezembro e está à disposição do poder judiciário. "A prisão preventiva se justifica em casos em que o réu concorra com alguma conduta e atente contra as normas processuais, as testemunhas e as provas, se ausente do local e isso não se aplicou em nenhum momento ao Edson."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.