Pedida prisão de acusado de assassinato de estilista

O promotor Salvador Bermaguy, do 4.º Tribunal do Júri, pediu a prisão preventiva do empresário Frankie Mackey, acusado de ter assassinado seu sócio Amaury Veras, em setembro de 2004. Mackey faltou à audiência ontem, quando deveria ser interrogado pela juíza Maria Angélica Guedes. Há informações de que Mackey está em Rosário, na Argentina, onde tem família."Ele se ausentou do interrogatório, está desaparecido do Rio de Janeiro, o que indica que fugiu, e constam nos autos ameaças a uma testemunha, sobrinha de Veras", afirmou Bermaguy, ao justificar o pedido. A juíza Maria Angélica Guedes deve se pronunciar a respeito do novo pedido nos próximos dias. Esse é o segundo pedido de prisão preventiva para Frankie Mackey. O anterior, de dois meses atrás, foi feito pela 4.ª Promotoria de Investigação Penal e ainda não foi apreciado."Estamos esperando desde o ano passado que a prisão preventiva dele seja decretada. Frankie não tem emprego, não tem endereço fixo, nada que o prenda no Brasil. Com certeza, a demora da Justiça o ajudou para que deixasse o País", disse Renata Veras, sobrinha de Amaury. Foi Renata a testemunha ameaçada. "Ele ligava de madrugada para a minha casa, dizia que eu não deveria mexer no caso. Em outras ocasiões queria se passar por amigo. Não tive outra saída a não ser denunciá-lo", contou.Frankie Mackey é acusado de homicídio qualificado, já que a vítima não teve chance de defesa. Em depoimento à polícia, o empresário disse ter encontrado Amaury enforcado numa echarpe no apartamento em que os dois moravam, no Arpoador. A perícia revelou que Amaury levou uma pancada na nuca antes de ser asfixiado."Eles tinham uma relação conturbada. Frankie é uma pessoa estranha, com histórico de uso de drogas. Vários amigos alertaram meu tio para que se afastasse, mas acredito que ele ainda amava o Frankie", disse Renata. "Fui a única pessoa da família a estar no apartamento no dia da morte. Eu abracei o Frankie, dei os pêsames. No enterro, ele usou um anel e o blazer do meu tio. Tudo isso é revoltante", lembrou a sobrinha.Se a prisão preventiva for decretada, o Ministério da Justiça será comunicado para que acione a Polícia Federal e a Interpol a fim de que Mackey seja preso no exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.