Pedofilia atinge 1 em cada 5 crianças que acessam internet

Crianças estão dispostas a compartilhar informaçãosobre eles mesmos e sua família, em troca de bens e serviços

Efe,

15 de maio de 2009 | 18h19

Uma em cada cinco crianças que navegam pela internet é alvo de pedófilos a cada ano, denunciou nesta sexta-feira, 15, o secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações (UIT), Hamadoun Touré.

 

"Três de cada quatro crianças estão dispostas a compartilhar online informação pessoal sobre eles mesmos e sua família, em troca de bens e serviços", afirmou Touré em comunicado divulgado por ocasião da celebração do Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação, em 18 de maio.

 

A proteção das crianças no ciberespaço será o eixo central dessa comemoração, que "pretende garantir que as crianças possam acessar a internet e seus valiosos recursos sem ser presas de pessoas sem escrúpulos."

 

Já o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, declarou que "o mundo virtual oferece excitantes possibilidades para educar a infância e ajudar as crianças a se tornarem seres adultos criativos e produtivos". "Porém, temos que ficar atentos aos perigos que podem deixar cicatrizes indeléveis em suas vidas", completou.

 

Nesse sentido, Ban lembrou que "as crianças e os jovens estão entre os usuários mais prolíficos da internet e celulares."

 

"Sem a devida proteção, suas valiosas vidas correm graves riscos no perverso mundo dos 'ciberdeliquentes' e dos pedófilos, que sempre estão em busca de presas fáceis", comentou Ban.

 

Para acabar com essa ameaça, Touré defendeu a criação "de uma rede mundial que proteja as crianças na internet, aplicando legislações nacionais, aumentando a sensibilização do público e melhorando a capacidade de reação dos países em matéria de informática."

 

Além disso, o Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação procura "sensibilizar a população sobre o potencial das TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) em matéria de desenvolvimento e de economia, assim como sobre o papel de internet como recurso mundial", detalhou o responsável da UIT.

 

Com mais de 600 milhões de usuários na Ásia, 130 milhões na América Latina e no Caribe e 50 milhões na África, Ban Ki-moon assegurou que "a internet se transformou em um meio de comunicação em constante expansão."

 

Entre as atividades programadas para esse dia, a UIT premiará três personalidades por "terem aproximado os benefícios da internet a cada ponto do planeta, protegendo, por sua vez, os interesses dos usuários, especialmente as crianças."

 

Na próxima segunda-feira, será lembrada também a fundação da União Internacional de Telecomunicações, criada em 17 de maio de 1865.

Mais conteúdo sobre:
pedofiliainternet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.