Pedófilo pega pena de 90 anos e terá de indenizar

A Justiça de Fernandópolis, a 553 quilômetros de São Paulo, condenou o fiscal de seguros Paulo Gilberto de Almeida, de 41 anos, a 90 anos de prisão por pedofilia e a pagar multa de R$ 50 mil de indenização às famílias de cinco vítimas molestadas por ele nos últimos oito anos. Almeida, que é de São Paulo, foi preso em 2007 depois de ser denunciado pelos pais de uma menina de 9 anos. O advogado dele, Maurílio Saves, disse à imprensa que vai recorrer por considerar a pena exagerada.

O Estadao de S.Paulo

25 Outubro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.