Pedófilo preso em Diadema pode ter abusado de 15 meninos

A Polícia Civil de Diadema prendeu hoje em flagrante o desempregado Benedito Carlos Dantas, de 37 anos, o Dito, sob acusação de pedofilia. Nos últimos dois anos, o pedófilo teria abusado sexualmente de pelo menos 15 meninos do bairro Jardim das Nações, na periferia da cidade. Os garotos contaram para suas mães que Dito ficava durante as noites em uma doceria do bairro oferecendo trocados e doces caso eles aceitassem ir para sua casa jogar videogame. Ele ainda se oferecia para consertar, de graça, as bicicletas dos garotos.Os meninos que aceitavam o convite iam à casa de Dito durante o dia. Lá, ele abusava das vítimas e as aliciava. Na maioria dos casos, após abusar sexualmente das vítimas, Dito dava R$ 1 e um iogurte aos meninos. Na casa do acusado, a polícia encontrou hoje câmeras de vídeo, fitas pornográficas e ainda reconheceu nas imagens as crianças que denunciaram Dito para suas mães.A polícia de Diadema esclareceu o crime horas após a denúncia das mães. Indignadas, duas delas foram hoje de manhã à delegacia e contaram, revoltadas, como Dito aliciava os seus filhos na doceria. À tarde, ele foi preso em sua casa, na Rua Paraguai, nº 69. Ele morava em uma edícula, ao lado da residência de uma irmã. A mulher disse à polícia nunca ter visto Dito entrar no quarto com meninos.Os garotos já identificados pela polícia têm entre 10 e 12 anos. Agora, a polícia de Diadema vai intimar o dono da doceria, para investigar se ele está envolvido. No entanto, a suspeita é de que Dito agia sozinho. À polícia, Dito confessou a prática de pedofilia e disse não saber o motivo de gostar de praticar o crime. A Justiça decretou a prisão temporária do acusado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.