Pedreiro confessa crime e polícia encontra corpos de seis jovens em Luziânia

Pedreiro confessa crime e polícia encontra corpos de seis jovens em Luziânia

De acordo com a polícia, o pedreiro, que confessou os crimes e vinha sendo investigado há pelo menos 10 dias

estadão.com.br

11 de abril de 2010 | 12h41

Um pedreiro, de 40 anos, acusado pela polícia de matar seis jovens em Luziânia (GO), a 70 quilômetros de Brasília, foi preso pela Polícia Civil no sábado, 10, e levou os policiais até o local onde ele enterrou os corpos.

 

De acordo com a polícia, o pedreiro, que confessou os crimes e vinha sendo investigado há pelo menos 10 dias, disse que enterrou os corpos próximo a um matagal, na BR-040, entre as cidades de Luziânia e Cristalina. O desaparecimento dos jovens começou no fim de 2009.

 

Todas as vítimas, com idades entre 13 e 19 anos, moravam no mesmo bairro, Estrela D'Alva, mas não se conheciam. O jovem mais velho desapareceu em 23 de janeiro deste ano. A Polícia Federal também deu apoio às investigações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.