Pedreiro é preso acusado de matar esposa de fome em SP

Após uma denúncia anônima, policiais civis do 73º Distrito Policial, do Jaçanã, na zona Norte da capital paulista, chegaram até a residência localizada na Avenida Paulo Lincoln do Vale Pontin, nº 70, no Jardim Guapira, e detiveram o pedreiro Alex Alecsandrino, acusado de manter a esposa, Carmem Alexandrino, de 40 anos, em cárcere privado. Os investigadores encontraram Carmem muito debilitada e pesando apenas 14 quilos. Na tentativa de salvar a mulher, os policiais levaram-na até o Pronto-socorro do Jaçanã, mas ela não resistiu e morreu. Alex acabou preso em flagrante.De acordo com a denúncia, depois de tirar Carmem da da casa de uma irmã dela, ele instalou a esposa numa edícula da casa e não a alimentava. Além disso, não permitia que os filhos e as cunhadas a visitassem. O pedreiro alegou aos policiais que Carmem se recusava a comer, mas acabou sendo indiciado em flagrante por maus tratos, com a agravante de morte; crime que pode render ao pedreiro uma pena entre 4 e 12 anos de prisão. As informações são da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.