Pedreiro é preso por tentativa de homicídio

O pedreiro baiano Nivaldo Bispo Alves, 53, residente na capital paulista desde outubro do ano passado, foi detido, na noite de ontem, sob a acusação de tentativa de homicídio contra o próprio enteado, Diogo Araújo Rodrigues dos Santos, de apenas 3 anos de idade.Morando com Cleudenir Rosa de Araújo, 20, mãe de Diogo e também de uma menina e 5 anos, o pedreiro costumava bater muito na criança, que dormia na mesma cama do casal e, muitas vezes, acabava urinando sobre o colchão, o que motivava a ira do padrasto, descontrolado emocionalmente.Desde a última sexta-feira, vizinhos começaram a ouvir gritos e choros no interior da residência de Nivaldo, localizada na rua Rubens Luccats, no Jardim Miriam, zona sul da capital, divisa com o município de Diadema, do grande ABC.Policiais da equipe 32 do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, foram acionados por testemunhas e detiveram o pedreiro. Com o criminoso, a polícia apreendeu um pedaço de madeira, uma espécie de "ripa", com a qual o padrasto batia na criança.Com muitos hematomas na face, deformações na orelhas, causadas pela sessões de "puxões" e vários pontos de inchaço na cabeça, Diogo foi internado no Pronto-socorro do Hospital Sabóia, zona sul da cidade. Médicos diagnosticaram traumatismo craniano na criança. Apesar de consciente, Diogo não está livre de sofrer coagulos cerebrais e possíveis seqüelas. Nivaldo foi indiciado por tentativa de homicídio pelo delegado Hilton da Silva Lopes, do 98º Distrito Policial, do Jardim Miriam, onde o caso está registrado e o pedreiro, preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.