Pela 1ª vez, Alcantara diz que apóia Alckmin

Pela primeira vez, o governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PSDB), candidato à reeleição, afirmou, no horário eleitoral, que apóia o candidato a presidente de seu partido, Geraldo Alckmin. Mas o fez em meio a severas críticas ao presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati, chamando-o de "omisso" e "ambíguo" no tocante à candidatura tucana ao governo cearense. Segue na íntegra o pronunciamento feito por Lúcio, na tevê, durante o horário eleitoral desta noite:"Cearenses, as eleições se aproximam. É um momento dos mais importantes para o futuro do nosso Estado. Você irá tomar uma importante decisão: eleger o governador do Ceará. Para seguir o caminho mais seguro é preciso fazer uma escolha consciente.Saber o que representa politicamente cada candidatura. A verdade precisa ser dita para que os cearenses não se deixem iludir pelas aparências. No início de 2003, quando assumi o governo, encontrei um quadro difícil. O Estado estava com a capacidade de investimento praticamente esgotada. Procurei agir com serenidade e transmitir confiança aos cearenses. Estava certo que, apesar de tudo, conseguiríamos honrar os compromissos assumidos na campanha anterior. Hoje, posso afirmar vitoriosamente que conseguimos não apenas alcançar, mas superar as nossas metas. Prova disso é a aprovação popular do nosso governo em todas as regiões do Estado. Foi reconhecendo o valor do trabalho que as bases do PSDB, de maneira democrática, me convocaram para ser candidato a um novo mandato. Apesar de ser o presidente nacional do PSDB, o senador Tasso Jereissati tem adotado uma postura de omissão e ambigüidade em relação à candidatura a governador do nosso partido no Ceará, o que reforça, na opinião pública, a percepção de que ele apóia nosso principal adversário dada a relação histórica que ele mantém com o grupo político opositor. Apóio o meu candidato do meu partido a presidente, Geraldo Alckmin, mas faço questão de manter como governador um bom relacionamento com o presidente Lula pelo bem do povo cearense. Espero merecer o voto do eleitor para governar o Ceará por mais quatro anos. Mas quero, principalmente, honrar com a verdade a confiança da nossa gente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.