Penitenciária de Ribeirão Preto está em "alerta"

Os agentes de segurança da Penitenciária de Ribeirão Preto estão em "estado de alerta" para eventuais ataques de integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).Na semana passada, cerca de cinco ataques contra a Polícia Militar foram atribuídos ao PCC. Por prevenção, a PM do interior (principalmente de Presidente Prudente, Bauru, São José do Rio Preto e Araçatuba) reforçou sua segurança ao aumentar o número de soldados, criar bloqueios em torno das bases militares e proibir que os policiais andem sozinhos quando estiverem fardados.Segundo o diretor-geral da unidade, Sílvio Maria Machado Júnior, no momento não é necessário um reforço, mas os agentes de folga poderão ser acionados ao trabalho em situações emergenciais. "Em situação de emergência também acionaremos a Polícia Militar", disse Machado Júnior. A Penitenciária não tem em suas dependências líderes do PCC, mas entre os presos há, possivelmente, criminosos ligados à facção criminosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.