Penúltimo piloto a operar Airbus não viu problemas

O comandante José Carlos Ferreira Felga, que pilotou o Airbus A320 da TAM, uma viagem antes do acidente que matou 199 pessoas, em 17 de julho, contou ontem que não teve problemas com a aeronave. Felga e o co-piloto Bruno Becker prestaram depoimento no 27º DP. Os dois comandaram o vôo 3701 entre Brasília e Congonhas.O advogado da TAM Gustavo Marques, que os acompanhou ao DP, afirmou que Felga contou à polícia que sabia do problema do reverso direito e que estava travado. No depoimento de quase duas horas, o comandante disse que não teve problemas em pousar o Airbus em Congonhas, pois no horário da aterrissagem - 11h11 - não havia chuva e a pista não estava muito molhada. Becker declarou que "após a reforma, a pista ficou muito escorregadia em toda a sua extensão devido à falta do grooving, imprescindível em Congonhas em condições de chuva." A TAM proibiu os pilotos de falarem com a Imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.