Antonio Braga/Divulgação
Antonio Braga/Divulgação

Perdão a Padre Cícero leva 100 mil romeiros a Juazeiro do Norte

Em finais de semana normais, cerca de 20 mil fiéis visitam a cidade; Diocese de Crato já prepara pedido de beatificação do padre

Lauriberto Braga, O Estado de S. Paulo

20 de dezembro de 2015 | 17h17

Fortaleza - O perdão do Vaticano a Padre Cícero Romão Batista levou 100 mil romeiros a Juazeiro do Norte, a 540 quilômetros de Fortaleza, neste fim de semana. Foi a abertura da romaria de Natal. Neste domingo, 20, quem foi a Juazeiro para a romaria foi o governador do Ceará, Camilo Santana (PT). No cortejo do sábado, 19, mais de 200 veículos percorreram 45 quilômetros pelas ruas de Juazeiro até o Horto da Colina, onde está a estátua de Padre Cícero. Normalmente, cerca de 20 mil fieis visitam a cidade a cada fim de semana.

A carreata terminou na Basílica de Nossa Senhora Perpétuo do Socorro, onde Padre Cícero está enterrado. Padre Cícero José da Silva, durante a missa, destacou que ela "comemora a reconciliação de Padre Cícero com a Igreja Católica. É o primeiro passo que foi demonstrado pela misericórdia do papa Francisco". 

Neste domingo, outra missa do perdão do Vaticano a Padre Cicero foi celebrada pelo bispo de Crato, dom Fernando Panico. Os direitos sacerdotais de Padre Cícero são aguardados pelos nordestinos que o consideram um santo.

 

A Diocese de Crato já prepara um pedido de beatificação de Padre Cícero. Para tanto reune "milagres" atribuídos a ele pelos fiéis como da aposentada Luiza Gomes, de 72 anos. Ela estava ontem na romaria. "Consegui a graça da cura de um filho. Minha fé em meu padin salvou meu filho", disse.

Camilo Santana está empenhado na beatificaçäo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.