Peregrinos "treinam" em SP para Santiago de Compostela

A cidade de Santana de Parnaíba, 40 quilômetros a oeste de São Paulo, foi nesta segunda-feira o ponto de partida de 25 peregrinos brasileiros pelo interior. Eles farão o Caminho do Sol, rota de 240 quilômetros até Águas de São Pedro. O trecho, que será cumprido em 11 dias, é visto como um preparatório para a peregrinação de Santiago de Compostela, na Espanha, de 850 quilômetros."As pessoas buscam momentos de reavaliação da vida", afirma o idealizador do projeto brasileiro, José Palma. Nessa "busca", o peregrino vai passar por 12 cidades. Na primeira parte do programa, uma caminhada de 14 quilômetros até Pirapora do Bom Jesus. Depois, eles seguirão por estradas vicinais e plantações, passando por Cabreúva, Itu, Salto, Indaiatuba, Elias Fausto, Capivari, Mombuca, Saltinho e Piracicaba.Nos primeiros seis meses de existência, o caminho já teve 400 participantes. Atualmente, são feitas duas edições mensais. Com isso, o turismo nas cidades do trecho ganha fôlego. A estimativa é que cada peregrino gaste R$ 30,00 por dia com alimentação e hospedagem.Para comemorar os primeiros resultados da idéia, o peregrino Acácio da Paz, de 44 anos, morador de Ventosa, no Caminho de Santiago de Compostela, veio percorrer o Caminho do Sol pela primeira vez. "É uma busca eterna."Todos os que percorrem o similar brasileiro já estiveram ou pensam em seguir para Compostela. Quem, nesta segunda-feira, não tinha essas aspirações, logo mudou de idéia. "Já tinha pensado em fazer uma trilha, mas não era algo tão urgente", afirma Ludje Brigato, de 71 anos. O grupo tem ainda com dois deficientes visuais. Inscrições no site www.caminhodosol.org.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.