Periferia e Índia abrem a segunda noite

Leandro de Itaquera homenageou a atriz Regina Casé, que mostra na TV os bairros [br]distantes espalhados pelo País e pela África - ela desfilou no último carro; [br]Pérola Negra falou dos mistérios do país asiático. O sambódromo estava lotado

, O Estadao de S.Paulo

22 Fevereiro 2009 | 00h00

A Vila Madalena vai à Ásia O deus Ganesha abriu o desfile da escola Pérola Negra, da Vila Madalena, que levou a dança indiana à passarela do samba, na primeira ala, Dança de Odissi. A atriz Juliana Alves, que está na novela Caminho das Índias, foi a madrinha da bateria. Íris é destaque na Leandro A ex-BBB Íris Stefanelli animou a bateria da Leandro de Itaquera, primeira a desfilar. Com uma ode à periferia, a escola homenageou Regina Casé, que surgiu no último carro alegórico. No final, a escola acelerou o ritmo para fechar o desfile em tempo. Fantasiados para a festa Não basta assistir aos desfiles: tem de participar (ou quase). Os foliões capricharam no visual para acompanhar o segundo dia de festa no sambódromo de São Paulo. Teve gente que apostou na assustadora máscara do filme ?Pânico?. Gaviões lota a arquibancada Torcedores da Gaviões da Fiel, prevista para desfilar às 2h10, compareceram em peso ao Anhembi e tomaram as arquibancadas com faixas em branco e preto. Com a camisa do Corinthians, muitos se concentravam no início e no fim da passarela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.