Perigo na Paulista

A Avenida Paulista fica totalmente sem policiamento depois das 20 horas. Faço todos os dias o percurso Consolação - Alameda Campinas a pé e vejo trombadinhas e moradores de rua coagindo pedestres que transitam sozinhos, principalmente nos quarteirões mais escuros, como entre a Frei Caneca e a Ministro Rocha Azevedo. Eles pedem dinheiro e, se as pessoas não dão, eles tomam. Precisamos de policiamento na cidade. É vergonhoso pensar que na avenida cartão-postal da cidade não haja segurança para se caminhar a pé.MÁRIO ARAUJOSão PauloA Sala de Imprensa da Polícia Militar do Estado de São Paulo informa que, como o próprio sr. Araújo diz, a Avenida Paulista é um dos principais cartões-postais da cidade, além do mais importante centro financeiro da América Latina, motivo pelo qual a Polícia Militar adota um esquema diferenciado de policiamento, com o emprego de viaturas de radiopatrulhamento e de Força Tática; do policiamento Comunitário, com Bases Móveis e Supedâneos (cabines); além de motocicletas em toda a extensão da Avenida e imediações. É importante esclarecer que a polícia só pode agir em caso de crime, sendo certo que a presença de moradores de rua e de pedintes não é caso de polícia.O leitor contesta: A quantidade de moradores de rua na região diminuiu nos últimos dias, mas o policiamento continua nulo. Quanto ao policiamento com carros e motos, não sei como está sendo feito, nunca os vi, e olha que eu caminho na Avenida Paulista 5 dias por semana entre 22 e 23 horas. O clima de insegurança ainda é forte. Será só propaganda? O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), vem gastando uma fábula em publicidade e hoje dá ênfase à Assistência Médica Ambulatorial (AMA). Mas se esquece do mais importante: do péssimo atendimento oferecido pelas AMAs. O retorno ao paciente, na maioria das vezes, ocorre de 3 a 4 meses após a solicitação, isso quando há médicos da especialidade, caso contrário, o que não é incomum, nem aceitam marcar consulta, pedindo para retornar seis meses depois para verificar se há médicos disponíveis.ANGELO TONELLISão PauloControle da fumaça No Caderno Metrópole de domingo (9/8) soube que um bar foi multado, em Campinas, porque alguém acendeu um cigarro na calçada. A justificativa da agente de vistoria, segundo a reportagem, é de que não havia parede ou barreira que impedisse a fumaça de entrar no estabelecimento. Hipoteticamente, se um caminhão movido a diesel, sem passar por inspeção veicular, inundasse o mesmo bar com boas baforadas de fumaça, não teria nenhuma punição. É por aí, sr. Serra?MÁRCIA MONTEIROSão PauloHaja paciênciaEstou impressionado com a ineficiência, a falta de consistência nos processos e o descaso com que a SKY trata seus clientes! No dia 23 de julho entrei em contato novamente (já foram 6 vezes) com a empresa e fui informado de que pela 5.ª vez a ordem de serviço para a retirada de equipamento SKY e o restabelecimento de minha TV aberta foram cancelados pelo serviço técnico! Solicitei então a transferência da ligação para um supervisor. Após esperar uns 10 minutos, uma funcionária chamada Regiane disse que fez uma solicitação interna no sistema (diferente das anteriores) e pediu para eu entrar em contato em alguns dias. Todos os atendentes se mostraram indiferentes ao fato de que as ordens anteriores de serviço foram canceladas e continuaram insistindo em pedir outra ordem de serviço. Continuo sem TV aberta, sem sistema, mesmo gastando R$ 270 por mês para usufruir o "superpacote" HD SKY. Vocês venceram, SKY, meu próximo passo será solicitar a completa desinstalação de todo e qualquer equipamento da empresa, inclusive o HD que não era o caso até o momento. Quanto à participação na pesquisa de qualidade no atendimento (solicitada no e-mail enviado para a empresa), já cansei de dar nota zero!CARLOS EDUARDO SANTOS MOREIRASão PauloO vice-presidente de clientes da SKY, Vito Chiarella, informa que um dos objetivos da empresa é atender todos os clientes o mais prontamente possível. Um funcionário da SKY entrou em contato com o sr. Moreira em 31/7 e informou que a retirada do equipamento será efetuada até 5/8.O leitor responde: Sim, finalmente, depois de dois meses e muita reclamação a SKY me atendeu. Mesmo assim, a empresa demorou uma semana a mais do combinado para enviar um técnico a minha casa para retirar o equipamento e restabelecer o sinal da TV aberta.As cartas devem ser enviadas para spreclama.estado@grupoestado.com.br, pelo fax 3856-2940 ou para Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6.º andar, CEP 02598-900, com nome, endereço, RG e telefone, e podem ser resumidas. Cartas sem esses dados serão desconsideradas. Respostas não publicadas são enviadas diretamente aos leitores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.