Pernambuco contabiliza 3 homicídios nos focos de folia

O secretário estadual de Defesa Social, João Braga, anunciou na tarde desta quarta-feira o assassinato de três pessoas nos focos de folia do carnaval pernambucano. Dois deles ocorreram na cidade de Machados, no interior, e o terceiro em Prazeres, no município metropolitano de Jaboatão dos Guararapes. O secretário não computou os outros 52 crimes registrados em Pernambuco desde a sexta-feira de noite até a manhã desta quarta-feira porque eles não ocorreram nos pólos de carnaval.De acordo com os dados da Secretaria, foram computados 105 casos de lesão corporal, 135 agressões, três estupros,e 809 detenções e prisões em todo o Estado. Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), neste carnaval 150 ônibus foram danificados ante 255 no ano passado. O prefeito do Recife, João Paulo (PT), e a prefeita de Olinda, Luciana Santos (PC do B), ressaltaram a tranqüilidade do carnaval nas duas cidades. Para João Paulo, o carnaval recifense foi consolidado neste ano como uma grande festa popular e multicultural. Luciana disse ter alcançado a meta determinada ao entrar na prefeitura, em 2001, quando o carnaval de rua de Olinda estava dominado por som mecânico, impedindo as tradicionais agremiações de desfilarem pelas ruas da cidade histórica.Poucos foram os casos de resistência - grupos colocando som mecânico em casas da cidade alta -, à lei municipal que garante as ruas e ladeiras para orquestras de frevo, troças, blocos, maracatus, caboclinhos e foliões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.