Perueiro atira, mata dois e fere outros dois

Revoltado contra um grupo de jogadores que estava num ponto de ônibus, no Km 30,5 da Rodovia Raposo Tavares, um dos quais havia chutado a porta lateral de sua perua, o motorista de um lotação disparou um revólver contra eles. Dois morreram e outros dois estão internados no PS do Hospital Geral de Cotia.Era início da noite e o grupo formado na maioria por moradores no Jardim São Miguel, em Cotia, voltava de uma partida de futebol. Quando a perua Ducato branca parou junto ao ponto, um dos jogadores bateu com a chuteira na lateral. Iniciou-se uma discussão entre ele e o cobrador. Outro rapaz chutou a porta da van. O motorista já desceu armado e atirando.Em meio ao corre-corre, foram baleados Fabrício Pereira Lima, de 17 anos, Rafael Santos Silva, de 21, João Paulo Ramos de Souza, de 19, e José Nildo de Jesus Silva, de 25. Os dois primeiros morreram e os outros dois estão internados em observação.A única testemunha que prestou depoimento na Delegacia Central de Cotia é o adolescente Messias Baiocco da Cunha, de 15 anos, vizinho de Rafael, que estava com o grupo de jogadores. Ele conta que a turma estava fazendo algazarra, quando parou a lotação, que fazia a linha Atalaia-Garagem-Mirante. Alguns começaram a batucar na lateral da van, um deles com a própria chuteira, e aconteceu a discussão com o cobrador.O homicida é descrito com um homem branco, ligeiramente gordo, de estatura mediana, aparentando 40 anos. Tem bigode, é calvo e o cabelo restante é aparado bem baixo. Depois de disparar um revólver de calibre 38, com capacidade para seis projéteis, ele fugiu com o veículo. As vítimas foram socorridas por outro perueiro que vinha em seguida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.