Perueiros simulam enforcamento

Os perueiros compraram 200 metros de corda e simularam um enforcamento coletivo nas grades externas da Prefeitura de São Paulo. "Esta é a situação dos motoristas hoje. Estamos com dívidas e enforcados pelo pescoço", afirmou o perueiro João Eudes. Os manifestantes querem conversar com a prefeita Marta Suplicy a respeito do cancelamento do processo de licitação que finaliza a regularização da categoria. Até o momento eles ainda não foram atendidos e prometem ficar no local até conseguirem entrar em contato com representante da prefeitura.A cada perua que passa a trabalho, os manifestantes gritam, convidando-os a "engrossar" o movimento. Os que não atendem ao chamado são xingados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.