Pescador desaparece durante ressaca no Rio

A forte ressaca nas praias do Rio de Janeiro, que começou no último sábado e fez com que o mar tivesse ondas de até três metros, pode ter provocado pelo menos uma morte. O pescador Antônio Félix Lopes, de 41 anos, está desaparecido desde a madrugada deste domingo, quando pescava no costão do Morro do Vidigal.O Grupamento Marítimo (G-Mar) acredita que ele tenha escorregado das pedras e caído no mar. Até o fim da tarde desta segunda, Lopes não havia sido encontrado. O comandante das UnidadesEspecializadas do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos Silva, informou que um helicóptero participa das buscas.Segundo Silva, 12 pescadores haviam sido retirados nesta segunda de áreas onde há muitas pedras - consideradas de risco quando o mar está agitado - e quatro salvamentos foram feitos. ?O mar está muito perigoso, principalmente para banhistas porque a ressaca formou valas muito profundas. O mergulho não é recomendado.?A previsão é de que o mar nesta terça-feira esteja mais tranqüilo. No fim de semana, o G-Mar registrou 48 salvamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.