AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Pescadores cariocas pegam 18 tubarões de uma vez só

Um grupo de pescadores cariocas capturou com suas redes, nesta terça-feira, em frente às praias da zona oeste do Rio de Janeiro, 18 tubarões, de um e dois metros e meio de comprimento. Os tubarões, da espécie "barbatana negra", ficaram presos nas redes estendidas durante a madrugada em frente à Barra de Guaratiba, uns 200 metros mar adentro."É o maior cardume que se viu na região", disse Marcelo Ribeiro, um dos pescadores, que trabalha na região há quase 30 anos e vendeu os 18 tubarões para vários restaurantes.A espécie "barbatana negra" é comum na área, mas raras vezes é vista perto da costa. Em dezembro de 1999, um homem que mergulhava nas águas da Baía de Guanabara, perto do porto do Rio de Janeiro, sofreu graves ferimentos ao ser atacado por um tubarão "barbatana negra", caracterizado por sua agressividade.O ataque sofrido por Frederico Nóbrega, que conserva as marcas de uma mordida de 25 centímetros em sua perna direita, causou pânico na época, no Rio, onde não se registrava um ataque de tubarão desde 1980, quando um da espécie "cabeça chata" arrancou o braço de um surfista perto da praia de Copacabana.Segundo especialistas, várias espécies de tubarões chegam perto das praias cariocas no começo do ano, porque nesta época a temperatura da água é ideal para a desova das fêmeas, mas é raro que permaneçam na zona depois de marzo, quando o mar começa a esfriar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.