Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Pesquisa revela que maioria dos eleitores apóia Estatuto do Desarmamento

De cada dez brasileiros, sete já ouviram falar do Estatuto do Desarmamento, aprovado no Senado e em tramitação na Câmara. Dos que tomaram conhecimento do projeto, 82% são a favor das propostas, 14% são contra e 4% não sabem ou não opinaram. Os números constam da pesquisa de opinião pública realizada pelo Ibope entre os dias 18 e 22 deste mês, com 2.000 eleitores, em 147 municípios de todo o país. A pesquisa mostra que 80% dos entrevistados defendem a proibição da venda de armas de fogo para civis e votariam a favor dessa medida, caso fosse realizado um referendo hoje, e não em 2005, como previa o projeto aprovado no Senado. Do total de entrevistados, 16% são a favor de que se libere a comercialização de armas. O presidente do Ibope, Carlos Augusto Monte Negro, apresentou o resultado da pesquisa ao relator da proposta na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Luiz Eduardo Greenhalgh (PT/SP). Segundo ele, o resultado do levantamento surpreendeu os próprio s pesquisadores. "Os números são arrasadores; é praticamente uma unanimidade", observou Montenegro. Para 65% dos entrevistados, as medidas do estatuto vão diminuir a violência, mas 23% acham que praticamente nada mudará, contra 8% que pensam que a crimin alidade vai aumentar.O relator da proposta na CCJ acredita que a pesquisa facilitará a tramitação do projeto na Câmara, porque mostra que a opinião pública está do lado do estatuto. Greenhalgh informou que pretende encerrar a votação da proposta na CCJ até 9 de outubro e que , em seu relatório, vai recuperar os pontos essenciais que foram modificados na Comissão de Segurança Pública da Casa. Entre eles está o que torna inafiançável o crime por porte ilegal de armas e prevê a realização de consulta popular sobre a proibição d a venda de armas de fogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.