''Pessoal bacana'' valoriza o ''baratinho'' Carrão

Terceiro colocado entre os bairros que mais se desvalorizaram na capital, a Vila Carrão, na zona leste, é "o céu" para Manuel Luiz dos Santos, de 65 anos. "Daqui só vou para o cemitério ou para a minha Alagoas", diz, sorridente em seu bar, o Rancho do Norte, repleto de motivos nordestinos, com forró no último volume e farta oferta de petiscos e pingas regionais.Para Santos, a má colocação do bairro no ranking imobiliário só lhe traz alegria: ele paga um "preço baixinho" e sem correção há quatro anos pelos aluguéis do bar, na Avenida Conselheiro Carrão, e da casa onde vive há 12 anos, na Rua Itucuri, a dois quarteirões do Rancho do Norte. "Aqui o bairro é de operários. Os donos entendem que é difícil ter dinheiro e não aumentam o valor", explica o alagoano. Ele paga R$ 200 por mês pelo aluguel do bar, de 62 m². O ponto, admite, é "muito bom, graças a Deus" - na frente de uma parada de ônibus, o que lhe garante farta freguesia. Pela casa paga mais R$ 350.De Itaquera, onde morou por mais de dez anos e deixou uma casa para a ex-mulher e 3 de seus 7 filhos, Santos diz não ter saudade. "Lá tudo é muito mais distante. Carrão dá de dez a zero. O pessoal é muito mais bacana, tem linha de ônibus pra todo lugar e muito comércio: 3 mercados, 5 açougues, 4 padarias, 4 farmácias. Aqui tenho tudo na mão, tem a Radial, o Brás fica pertinho, dá pra ir para qualquer canto muito fácil", explica, sem lamentar não ter mais casa própria. "Mesmo pagando aluguel, fica tudo muito baratinho aqui." NADA DE TATUAPÉSantos diz que há algum tempo os alagamentos, um dos problemas que mais afetavam a região, foram sanados. "Construíram três piscinões e mesmo para quem mora lá para baixo, perto do (Córrego) Aricanduva, já não tem mais disso, não", explica. Santos sempre morou na zona leste e ainda torce o nariz para o cobiçado vizinho Tatuapé. "O povo de lá não... Não é de operários como aqui, que é muito mais bacana, gente boa mesmo", avalia. R.P.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.