Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Pessoas fazem fila para visitar túmulo de Chico Xavier

Mais de 80 mil pessoas já passaram pelo Cemitério João Batista, em Uberaba, onde fica o túmulo do médium Chico Xavier, que faleceu no último dia 30 de junho. Na fila, com aproximadamente 200 metros, fiéis de todas as partes do país e de todas as religiões.Cerca de 100 homens da guarda municipal organizaram a fila. Para ter pouco mais de 10 segundos em frente ao mausoléu, as pessoas estão enfrentando muito sol e um calor de quase 35 graus por 20 minutos. Todos querem tocar no busto, feito em bronze, do médium e na réplica de uma de suas mãos, também em bronze, que simboliza uma psicografia.O mausoléu de Chico Xavier foi inaugurado esta semana. É todo revestido em vidro blindado, capaz de suportar tiros de fuzil AR-15. Tem ainda uma proteção de concreto de um metro de largura por 80 centímetros de profundidade. Em vida, Chico sempre se preocupou em preservar seu corpo após a morte. "Minha vida dediquei à minha mediunidade, à minha família, aos meus amigos e ao povo. A minha morte me pertence, meu corpo deve voltar para a mãe-terra e não deve ser tocado", deixou escrito Chico Xavier. Ainda vivo, Chico recebeu várias propostas para que seu cérebro fosse estudado após sua morte. Daí o temor de que seu corpo fosse "roubado".

Agencia Estado,

02 de novembro de 2002 | 15h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.