Pessoas ficam presas em desabamento em São Paulo

Parte de uma casa desabou, por volta das 17h30 desta quarta-feira, na Rua Água Preta, número 208, na Vila Nova Cachoerinha, na zona norte de São Paulo. Até o momento, não há informaçõessobre feridos, segundo o Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom).De acordo com informações iniciais, com o desabamento do muro, da escada e de parte doquintal da casa, as pessoas não têm como sair do local, por isso os bombeiros trabalham rapidamente para retirar as pessoas antes que ocorra um novo deslizamento.Bombeiros também continuam a auxiliar pessoas, inclusive crianças, que ficaram ilhadas em uma casa na Rua Condessa Amália Matarazzo, 136, no Jardim Peri, na zona norte da cidade. A chuva que ainda atinge a capital paulista deixou ruas alagadas, principalmente na Vila Brasilândia, na zona norte.Permanecem em estado de atenção as zonasnorte, oeste, leste, região central e Marginal do Tietê.O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo registrou pelo menos dois pontos de alagamento transitáveis. Um deles ocupa a faixa da esquerda da pista local da Marginal do Tietê, 100 metros após a Ponte da Vila Guilherme, no sentido Penha-Lapa.Outro alagamento ocupa a faixa da direita e a central da Avenida Vinte e Três de Maio, próximo ao Viaduto General Euclides Figueiredo, nosdois sentidos.

Agencia Estado,

05 de março de 2003 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.