Pessoas que homenagearam CV no enterro de Lulu serão indiciadas

O secretário de Segurança Pública do Rio, Anthony Garotinho, determinou ao comandante geral da Polícia Militar, coronel Renato Hotz, que a polícia filmasse e fotografasse o velório e o enterro do traficante Luciano Barbosa da Silva, o Lulu, ontem. As pessoas que foram identificadas entoando hinos de exaltação à facção criminosa Comando Vermelho e ao traficante serão indiciadas por apologia ao tráfico de drogas. A informação está na página da Secretaria de Segurança Pública na internet.

Agencia Estado,

16 de abril de 2004 | 09h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.