Petista tem desempenho pior entre eleitoras

No momento em que as pesquisas mostram pela primeira vez uma mulher com chances de chegar à Presidência da República, o eleitorado feminino ainda pende majoritariamente para o adversário do sexo oposto.

, O Estadao de S.Paulo

21 de março de 2010 | 00h00

Segundo o Ibope, a petista Dilma Rousseff tem 36% das preferências entre os homens e apenas 25% entre as mulheres. O tucano José Serra tem, respectivamente, 34% e 37%. Ou seja, Serra só apareceu na liderança da última pesquisa, com 35%, graças ao eleitorado feminino.

Dilma é menos conhecida entre as mulheres que entre os homens. Dos entrevistados do sexo feminino, 58% disseram não saber quem ela é, conhecê-la "pouco" ou "só de ouvir falar". No contingente masculino, essa taxa foi de 51%.

Márcia Cavallari, diretora executiva do Ibope, destaca o fato de que, nessa etapa da pré-campanha, a sete meses das eleições, há mais mulheres indecisas que homens. "Normalmente as mulheres demoram mais a se interessar pelos candidatos", observou. "O mesmo acontece nos grupos de pessoas idosas e com baixo grau de instrução."

As dificuldades de Dilma, porém, podem revelar maior senso crítico por parte das eleitoras. No público feminino, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem índices de aprovação abaixo de sua média.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.