Petrobrás é rebaixada e caminhoneiros protestam; leia as principais notícias da semana

A Petrobrás sofreu nesta semana mais um duro golpe em meio ao calvário que enfrenta desde o ano passado, quando foi deflagrada a Operação Lava Jato. A estatal, uma das maiores petroleiras do mundo, teve sua nota de crédito rebaixada pela agência de classificação de risco Moody's e perdeu o grau de investimento, ou seja, é considerada um investimento arriscado para o mercado.

O Estado de S. Paulo

28 de fevereiro de 2015 | 03h00

Se não está bom para a Petrobrás, a presidente da Argentina Cristina Kirchner não pode reclamar. Nesta semana ela respirou aliviada após escapar de ser indiciada por supostamente acobertar um atentado a um centro judaico. O caso era investigado pelo promotor Alberto Nisman, morto em situação ainda obscura. Enquanto isso, Madonna levava um tombo memorável em Londres e caminhoneiros paravam rodovias do Brasil em protesto contra o aumento do diesel. Confira a lista das notícias mais marcantes desta semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.