Petrópolis terá de adotar medidas para evitar desastres no verão

SÃO PAULO - A Justiça determinou que o Instituto Estadual do Ambiente (INEA), o Município de Petrópolis e o Estado do Rio de Janeiro reavaliem o Plano de Contingência em Petrópolis para evitar novos desastres causados pelas chuvas de verão.

Central de Notícias,

08 de dezembro de 2011 | 09h28

O Ministério Público (MP-RJ) expediu uma recomendação, no dia 30 de setembro deste ano, na qual determinava que a prefeitura adotasse providências como a divulgação dos alertas de chuvas fortes no site do município e nas redes sociais, além de informar o endereço e contato do abrigo de Petrópolis e as localidades já contempladas com o sistema de prevenção e nas quais ainda serão instaladas sirenes.

No dia 23 de novembro, o Poder Executivo Municipal apresentou um plano, mas o material foi considerado defasado pelo MP-RJ. Em seguida, os promotores propuseram ação civil pública para que o plano fosse reavaliado.

De acordo com o texto, "o Estado do Rio de Janeiro e o INEA não fizeram, até a presente data, qualquer distribuição de cartilhas, telefones celulares e kits de emergência para líderes comunitários e agentes regionais, de forma a permitir uma rápida mobilização em caso de situações de emergência ocasionadas pelas fortes chuvas".

Mais conteúdo sobre:
ChuvaPetrópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.