Pezão pede ajuda e Força Nacional irá ao Rio para “preservar ordem pública”

Informação foi divulgada na noite de terça (15)

Fernando Nakagawa, O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2016 | 01h09

BRASÍLIA - O Ministério da Justiça informou no fim da noite de terça-feira (15) que o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, solicitou ao Ministério da Justiça o apoio da Força Nacional no Estado. Em nota enviada à imprensa pouco antes da meia-noite, o Ministério informou que haverá “deslocamento imediato de efeito da Força Nacional” para a capital fluminense.

Segundo a nota do Ministério da Justiça, o pedido do governador Pezão foi feito nesta terça-feira, feriado de 15 de novembro. A solicitação tem como “objetivo apoiar a preservação da ordem pública”. A nota menciona que a solicitação acontece “por ocasião das medidas de ajustes propostas pelo Poder Executivo estadual, e que já ocasionou graves transtornos à segurança pública do Estado”.   Após receber a solicitação do governo do Rio, o ministro Alexandre de Moraes “autorizou o deslocamento imediato de um efetivo da Força Nacional para a cidade do Rio de Janeiro a fim de atender ao solicitado”. Os homens permanecerão no Rio por prazo inicial de 15 dias, informa o Ministério da Justiça. A nota não dá detalhes sobre o número de soldados em deslocamento para o Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.