PF apreende 250 quilos de drogas na Baixada Fluminense

Com o apoio de cães farejadores, a Polícia Federal apreendeu nesta quarta-feira cerca de 250 quilos de cocaína, haxixe e crack escondidos em um fundo falso de um caminhão, na Via Dutra, próximo à praça do pedágio no município de Seropédica (Baixada Fluminense). Foi a maior apreensão da PF este ano no Rio. O motorista Jorge Luiz Peres, de 49 anos, e seu ajudante João Rivair de Campos, de 32, foram presos em flagrante por tráfico de drogas e encaminhados ao sistema prisional do Estado, onde ficarão à disposição da Justiça.A PF informou que o material recolhido iria para a Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias (Baixada Fluminense), que repassaria boa parte para outros morros do Rio. O motorista do caminhão disse aos agentes que recebeu a droga em Foz do Iguaçu, no sul do País, e a transportaria por R$ 5 mil. A PF ainda investiga quem forneceu 208 tabletes de cocaína, 50 de crack e cinco de haxixe.A polícia interceptou o caminhão, por volta de 9 horas, durante a Operação Integração, deflagrada hoje com o objetivo de aumentar a repressão ao tráfico de entorpecentes. Participaram da ação agentes federais da Delegacia de PF em Nova Iguaçu e da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) do Rio de Janeiro.DrogaNa Favela de Manguinhos, na Maré, zona norte, policiais militares apreenderam na tarde de hoje 30 quilos de maconha, dois carregadores de metralhadora e uma garrafa plástica de dois litros de munição para fuzil. A PM ocupa o morro em razão da morte do soldado Roberto de Assis Santana, de 24 anos, baleado na cabeça durante um tiroteio com traficantes locais na terça-feira à noite. O material recolhido foi levado para a delegacia de Bonsucesso, zona norte, onde o caso foi registrado.Em outro caso, agentes do Serviço de Repressão à Entorpecentes (SRE-Oeste) prenderam na madrugada desta quarta-feira o traficante Rubens de Oliveira Pinheiro, 52 anos, o Rubinho do Fumacê, com sete mil papelotes de cocaína. Ele era gerente do tráfico do conjunto habitacional Fumacê, em Magalhães Bastos, zona oeste. Ele foi surpreendido em casa, na Rua Professor Carvalho Mello, e não reagiu. De acordo com a polícia, a droga apreendida renderia ao tráfico cerca de R$ 100 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.