PF apreende 410 kg de cocaína em Minas

A Polícia Federal (PF) apreendeu ontem, em um sítio na zona rural da cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas, 410 quilos de cocaína. Três pessoas foram presas e os policiais apreenderam ainda seis veículos em poder dos acusados. De acordo com o superintendente da PF no Estado, Roberto Scalize, a origem da droga apreendida é a cidade de Ji-Paraná, em Rondônia. Segundo ele, a cocaína veio da Colômbia ou Bolívia para o Brasil e teria sido transportada para Minas em um caminhão. A droga estava enterrada no sítio, onde os policiais encontraram também cerca de cem quilos de material utilizado para o refino da cocaína. Policiais tiveram que cavar aproximadamente 1,5 metro para retirar a droga. Foram presos Carlos Roberto da Silva, conhecido como "Japa" e que seria o líder do grupo, José Teixeira da Luz, 34 anos, e Valdir Felizardo de Almeida, de 24 anos. A Polícia apreendeu também uma espingarda que estava no sítio. Os acusados foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Ouro Fino e serão indiciados por tráfico de drogas.Scalize admitiu que a manutenção deles na delegacia da cidade é um risco, mas, a princípio, os acusados não serão transferidos para Belo Horizonte, já que não há vagas na carceragem da Capital. "É um risco que vai ter de se correr. Eu não tenho exata noção de como é a Delegacia de Ouro Fino, mas eles foram presos no município e é lá que eles têm de aguardar o julgamento", disse. As investigações da Polícia Federal durou cerca de três meses e contaram com a participação das superintendências de São Paulo e Rondônia. A quantidade de cocaína é avaliada em R$ 20 milhões. A droga deverá ser transportada para a capital mineira, onde ficará acondicionada num cofre da PF. De acordo com o superintendente em Minas, a cocaína seria comercializada na região metropolitana de Belo Horizonte e em São Paulo.

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 16h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.