PF apreende carreta com US$ 1 milhão em contrabando

Agentes da Delegacia de Polícia Fazendária, da Superintendência da Polícia Federal, apreenderam, por volta das 23h de ontem, uma carreta que transportava material eletroeletrônico de alta tecnologia, avaliado em cerca de US$ 1 milhão. "Essa prisão é a continuação de uma investigação que já havia resultado na apreensão de três carretas com o mesmo tipo de produto, mas de menor valor, há um mês, em Sorocaba, na Castelinho", disse o delegado Wágner Castilho, assessor de Comunicação da Polícia Federal. No final da noite de ontem, os policiais pararam a carreta, uma Scânia, com placas de Mato Grosso, na altura do km 138 da Rodovia Castello Branco, em Tatuí, região de Sorocaba, interior paulista. A carreta, de carroceria aberta, transportava sobre o material contrabandeado sacas de ração animal, tática usada pelos criminosos para despistar a polícia. Foi detido o motorista da carreta, Hermes Esperoni Rocha, de 28 anos, que disse aos policiais não saber que estava transportando o material contrabandeado, o que a polícia não acredita.Os agentes agora estão à procura do dono da carreta, cujo nome ainda não pode ser divulgado. "Com certeza todo esse material não seria vendido em comércio popular no centro da capital, como a Rua 25 de Março, mas sim em lojas para clientes com poder aquisitivo maior, por exemplo, lojas de shopping", afirmou o delegado. Na carreta, os policiais encontraram lap-tops, TVs de 44 polegadas, de alta definição, microcomputadores de última geração e outros tipos de eletroeletônicos, tudo sem nota fiscal, possivelmente vindos do Paraguai.A carreta foi levada à sede da Superintendência da PF, localizada próximo à ponte do Piqueri, zona Oeste da capital paulista. Ainda não foi informado pela polícia por que crime Hermes Esperoni Rocha será autuado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.