PF apreende roupas engomadas com cocaína

A dona de casa boliviana Olga Escalante, mãe de quatro filhos e moradora em Santa Cruz de La Sierra, foi presa ontem em flagrante no aeroporto de Salvador por tentar transportar do Brasil para a Espanha 39 peças de roupas "engomadas" com quatro quilos de cocaína. Ela negou ter conhecimento que transportava a droga, alegando que uma amiga a pediu para entregar a roupa a um irmão em Madrid.As malas com as roupas de Olga já haviam sido embarcadas na aeronave da TAP que faz a linha Salvador/Lisboa/Madrid. Os policiais federais do aeroporto desconfiaram do nervosismo de Olga e decidiram interrogá-la quando ela caiu em várias contradições. Eles resolveram então submeter a bagagem da boliviana a um narcoteste e, ao pingar o reagente nas roupas, o resultado deu positivo. O delegado José Borges, que indiciou a mulher por tráfico de drogas, classificou de altamente "profissional" o trabalho de impregnar tecido de cocaína. "Só pode ser coisa de grandes quadrilhas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.