PF busca provas de novos negócios de Law Kin Chong

Cerca de 40 policiais federais realizam a Operação Brother, visando combater a prática de contrabando, além de obter provas de nova ramificação de negócios do comerciante Law Kin Chong, agora nas mãos de seu irmão. As investigações partiram da Operação Shogun, que em 2004 prendeu Law Kin Chong e, em 2005, sua esposa Miriam. Trabalhos conjuntos da PF e do Ministério Público, realizados nos últimos 6 meses, indicaram que Julio Law teria recriado o esquema do irmão e estaria comercializando as mercadorias nos centros comerciais Mirage e Plaza Tokio, ambos na região central da capital paulista. Segundo a Polícia Federal, os agentes foram aos dois locais para apreender mercadorias de origem estrangeira sem documentação fiscal obrigatória, além de documentos que possam indicar o esquema de descaminho e as pessoas envolvidas.

Agencia Estado,

15 Fevereiro 2006 | 12h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.