Reuters
Reuters

PF cumpre 93 mandados de busca e apreensão contra pornografia infantil

Também foram decretadas duas prisões preventivas e uma condução coercitiva; ação ocorre em 18 Estados e no DF

O Estado de S.Paulo

18 Maio 2017 | 09h07

SÃO PAULO - A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira, 18, a Operação Cabrera, que combate o compartilhamento e a posse de imagens de pornografia infantil em redes sociais, e-mails e mensagens. Ao todo, 370 policiais cumprem 93 mandados de busca e apreensão em 18 Estados e no Distrito Federal. Além disso, também foram decretadas duas prisões preventivas e uma condução coercitiva.

De acordo com a PF, os investigados responderão pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, com penas previstas de um a seis anos de reclusão, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Código Penal Brasileiro. Estão confirmadas ações nos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rondônia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina. 

O nome da operação é uma homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, de 8 anos, que foi  sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973, em data que hoje é marcada como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.