PF de Ribeirão Preto apreende 3,5 toneladas de maconha

Após dois meses de investigações, a Polícia Federal (PF) de Ribeirão Preto apreendeu 3,5 toneladas de maconha numa chácara em Sertãozinho, no final da tarde de quinta-feira, 14. Essa foi a maior apreensão da droga, que teria vindo do Paraguai, na região neste ano. Devido à quantidade elevada, a PF investiga se ela pertencia ao Primeiro Comando da Capital (PCC). "Parece que tem alguma ligação com o PCC, mas ainda não temos essa confirmação", comentou o delegado Fernando Battaus.De acordo com o delegado, um homem que estava sendo monitorado pelos agentes federais foi detido em sua residência - ele entrava e saía sempre da chácara. Outro homem está foragido.Apesar dos agentes federais de Ribeirão Preto e a PF de Marília investigarem o caso nos últimos dois meses, o monitoramento mais detalhado ocorreu nos últimos 30 dias. O homem W.J.P. foi acompanhado e, ao descobrir que havia maconha na chácara, a PF fez a operação. O entorpecente, em tabletes, estava em sacos plásticos, em dois cômodos da casa da chácara. W.J.P. foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto.Um revólver calibre 38 e o carro dele foram apreendidos pelos policiais. Um segundo homem que cuidava da droga foi identificado, mas não localizado. Battaus disse que deverá pedir à Justiça de Sertãozinho sua prisão. A droga seria distribuída na região de Ribeirão Preto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.