PF deflagra operação contra falsificação de documentos

Foram apreendidos diversos documentos falsos, bem como passaportes de diversas nacionalidades

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

07 de abril de 2009 | 12h53

A Polícia Federal, por meio da delegacia no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, deflagrou nesta terça-feira, 7, a Operação Deain, cujo objetivo é combater a falsificação de documentos, em especial passaportes.

 

Segundo a PF, as investigações foram iniciadas em 2007 a partir da apreensão de passaportes falsos no Aeroporto de Cumbica, que seriam utilizados para ingressar em outros países, em especial Estados Unidos e países europeus.

 

Durante as investigações, nove pessoas foram presas em flagrante com passaportes falsos nos aeroportos Internacional de Cumbica e Internacional do Rio de Janeiro.

 

Já nesta terça-feira, os agentes cumprem dez mandados de busca e apreensão - sendo nove na capital paulista e um no município de Varginha, em Minas Gerais. Além disso, foram expedidos pela Justiça Federal nove mandados de prisão preventiva. O número de investigados presos deve ser divulgado ao longo do dia.

 

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão já foram apreendidos diversos documentos falsos, como RG e CPF, bem como passaportes de diversas nacionalidades e outros instrumentos utilizados para a falsificação de documentos.

 

Os presos responderão por falsificação de documento público, falsidade ideológica e formação de quadrilha, cujas penas variam de 2 a 6 anos de reclusão e multa, 1 a 5 anos de reclusão e multa, e 1 a 3 anos de reclusão, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
PFoperaçãofalsificaçãoaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.