PF deflagra operação contra venda de habeas corpus em Minas

IVenda ocorreria nos plantões do TJ-MG e preço seria entre R$ 120 e 180 mil

Priscila Trindade, estadão.com.br

30 de junho de 2011 | 12h34

SÃO PAULO - A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira, 30, uma operação com o objetivo de desmantelar uma quadrilha especializada na venda de habeas corpus no plantão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). Segundo a PF, para obter o habeas corpus era necessário pagar entre R$ 120 e 180 mil.

 

A investigação, que começou há cinco meses, mostrou que após negociação com os presos interessados, o advogado protocolava o pedido em determinado plantão do TJ-MG onde trabalhava outro envolvido no esquema. Segundo a PF, o requerimento era feito no plantão para burlar a distribuição natural dos processos.

 

Os mandados são de prisão temporária, por um prazo inicial de cinco dias, prorrogáveis. Terminado o prazo de prisão temporária, será avaliada a necessidade de se representar pela prisão preventiva dos acusados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.