PF desarticula organização especializada em contrabando

A Polícia Federal do Paraná uniu duas grandes operações, a Urutau e a Predador, para desarticular, nesta quarta-feira, dia 22, uma organização especializada em contrabando de equipamentos de informática.Com o apoio de 30 auditores da Receita Federal, cerca de 100 agentes cumprem, desde as 6 horas da manhã, 13 mandados de prisão em Foz do Iguaçu, no Paraná, e em Joaçaba, em Santa Catarina. Foram presos donos e gerentes de empresas de informática, casas de câmbio e factoring. Os policiais já apreenderam dinheiro, armas, munições e veículos, além de farta documentação. Os equipamentos, principalmente laptops, contrabandeados do Paraguai, eram vendidos às principais empresas de informática do País e distribuídos pelos Correios, via Sedex, no Brasil todo. Duas das empresas, Flytec Computers e Excell Informática, têm sedes em Ciudad del Leste, no Paraguai, mas mantinham sites de vendas on line no Brasil. O dinheiro era lavado através da Pacific Invest, empresa de câmbio de Foz, invadida pela PF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.