PF descobre endereço de chefões da quadrilha de roubo a bancos

Agentes da Polícia Federal descobriram hoje à noite, no litoral paulista, o endereço de dois chefes da quadrilha de roubo a banco que foi detida na quarta-feira passada (12) em Taubaté, no Vale do Paraíba. Nove homens, uma mulher e um menor que estavam na casa de um militar, na Vila São José, pertencem a um grupo que fez pelo menos seis grandes assaltos a banco em Brasília, Goiás, Paraná e São Paulo. O apartamento de um dos ´chefões´, conhecido como Nei, fica na Rua Marechal Maurício, 280, apto. 906, no Jardim Cardoso, na Praia Grande, litoral paulista. Outro chefe da quadrilha, Odiladson, morava em um apartamento na Rua Itarari, 235, apartamento 23, também na Praia Grande.Durante vistoria nos apartamentos, foram apreendidos um fuzil, duas pistolas, uma arma calibre 12, duas carabinas, além de grande quantidade de explosivos. O caso ocorreu por volta das 20 horas e será apresentado na sede da Polícia Federal em Santos, na Praça da Alfândega, no centro da cidade. A quadrilha começou a ser investigada em outubro de 2001 e em seis roubos somou cerca de 20 milhões de reais em jóias e dinheiro. Em um dos roubos, realizado em uma agência do Banco Regional de Brasília, o grupo teria levado jóias que pertenciam à família do ex-presidente Juscelino Kubtschek. Há mais de uma semana em Taubaté, eles estavam planejando assaltar agências bancárias e um condomínio de classe alta em São José dos Campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.