PF descobre fábrica de dinheiro falso em Campinas

A Polícia Federal de Campinas descobriu nesta terça-feira, 6, uma fábrica de notas falsas e apreendeu R$ 3.800 em cédulas falsificadas de R$ 10, prontas ou em processo de confecção, numa casa no Jardim Aeroporto. O estudante Valdeir Aparecido da Costa, 28 anos, foi preso e responderá por supostos crimes de falsificação e formação de quadrilha. Segundo informou o delegado substituto da PF de Campinas, Renan Marçal Rodrigues, as notas fabricadas na cidade eram enviadas para o Paraná. Na Operação Casão, feita em parceria entre policiais federais do Paraná e do Estado de São Paulo, foram apreendidos dois computadores, nove impressoras e equipamentos para fabricação do dinheiro falso. De acordo com Rodrigues, havia 200 cédulas de R$ 10 prontas, 80 semi-prontas e 50 folhas com duas cédulas cada prontas para corte. Costa foi levado para o 2º Distrito Policial de Campinas. A PF do Paraná identificou Luiz Messias Xavier como suspeito de distribuir as cédulas falsas. Segundo a PF paranaense, outros quatro integrantes foram presos, três deles em Curitiba e uma mulher, Deuci Souza Freitas, em Juquitiba (SP). A Polícia Federal do Paraná informou que o objetivo da operação era desarticular a falsificação e distribuição de notas de R$ 10, R$ 20 e R$ 50 falsas. As investigações começaram havia quatro meses, a partir de informações de que presos da Penitenciária Central do Paraná e da Colônia Penal Agrícola estariam envolvidos no esquema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.