PF deve atender parcialmente pedido de Serra para SP

O pedido do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), deverá ser parcialmente atendido no que se refere a mais policiais federais no Estado. Segundo o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, São Paulo e Rio serão os focos da corporação este ano, quando se formarão cerca de 1,5 mil agentes até dezembro. No entanto, ele lembra que não é papel da PF fazer um policiamento ostensivo, mas atuar em ações mais planejadas.Lacerda informou que serão criados dois novos centros, um na capital fluminense e outro, na capital paulista, para concentrar as inteligências das polícias e órgãos especializados. Serão os Centro de Informação Compartilhada sobre Crime Organizado (Cicor), que demandarão a contratação de mais policiais.Desta forma, diz o diretor-geral da PF, "vamos ter uma resposta mais efetiva, atendendo o anseio que o governador está desejando" em São Paulo.Efetivo em São PauloDe acordo com o diretor, a Polícia Federal vem aumentando, a cada ano, seu efetivo, dentro da capacidade da Academia Nacional de Polícia Federal, em Brasília, onde os agentes são treinados. O diretor, que deixa o cargo no final do mês, afirmou ainda que uma parte expressiva de policiais já têm sido destinados a São Paulo. "A PF não é uma corporação de grande quadros. É um trabalho mais qualificado, trabalhamos com planejamento. Nunca vai ser uma polícia numérica."Outros 600 agentes devem tomar posse este mês, mas serão distribuídos em todo o País. Mesmo assim, Lacerda explicou que há muitos remanejamentos de policiais, que não entram na conta da nova tropa destinadas para São Paulo.Para novos concursos e contratações em 2008, é preciso que o Congresso Nacional aprove uma lei ou uma Medida Provisória neste ano. A assessoria de imprensa da corporação em São Paulo não foi localizada para informar qual é o atual efetivo e o aumento dele em 2006. A previsão era de que chegasse a 10%. Segundo Lacerda, o porcentual foi atingido.

Agencia Estado,

07 de janeiro de 2007 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.