PF e procuradores buscam acordo

Para dar um fim nas relações hostis entre procuradores da República e delegados da Polícia Federal a cúpula das duas instituições criou comissão paritária com a missão de definir limites e diretrizes do controle externo da atividade policial - atribuição que a Constituição outorgou ao Ministério Público, mas que tem sido motivo de desavenças entre as duas categorias. O grupo é formado por três delegados e três procuradores.

, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2010 | 00h00

Luiz Fernando Corrêa, diretor-geral da PF, e Roberto Gurgel, procurador-geral, encontraram-se depois que procuradores ameaçaram processar delegados que resistem à inspeção e blindam informações sobre inquéritos e atos disciplinares da PF. Eles nomearam um grupo de delegados e procuradores experientes para elaboração de um texto que servirá de parâmetro para a PF e a Procuradoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.