PF faz devassa em empresas de ônibus de São Paulo

A Polícia Federal (PF) inicia nesta quinta-feira uma devassa nas empresas de ônibus de São Paulo. De acordo com o delegado Nivaldo Bernardi, da Delegacia de Ordem Política e Social (Delops), os agentes receberam uma denúncia de que ?até 90% das empresas são alaranjadas?. ?Vamos tirar fotografia de casa de ?dono de empresa? que mora no Jardim Ângela e em barraco de favela?, disse referindo-se ao bairro da periferia paulistana.Segundo ele, a PF tem informações de que os donos de seis empresas são, na verdade, funcionários pobres transformados em ?laranjas? por empresários do setor. ?Um funcionário de uma empresa descobriu que, na verdade, era o dono dela e entrou em contato conosco.?Bernardi afirmou que cinco ex-diretores do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de São Paulo já confirmaram as denúncias de pagamento de propina das empresas para o sindicato promover greves e pressionar a Prefeitura.?Nós vamos dar uma atenção especial ao Transurb; ninguém vai escapar?, afirmou o delegado. Hoje, a PF começa a procurar as casas dos supostos donos das empresas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.