PF faz operação contra fraudes bancárias pela internet

Quadrilha invadia as contas dos bancos para roubar o dinheiro através de transferências a 'laranjas'

estadão.com.br,

24 Novembro 2011 | 09h15

SÃO PAULO - Cerca de 80 agentes da Polícia Federal estão cumprindo nove mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão contra uma quadrilha especializada em fraudes bancárias através da internet. A PF ainda não tem número de presos. O valor estimado das fraudes é de mais de R$ 5 milhões.

Entre os 16 mandados de busca e apreensão, 13 estão sendo cumpridos nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Tramandaí, no Rio Grande do Sul, e três em Marabá, no Pará. Segundo investigações iniciadas em abril de 2010, a quadrilha era liderada pelo gaúcho C.A.N.S. e seu "braço-direito", o paraense J.L.N.S.

A quadrilha invadia as contas da Caixa Econômica Federal e outros bancos para roubar o dinheiro através de transferências a 'laranjas', pagamento de boletos bancários e tributos (especialmente IPVA) e compras de mercadorias (como materiais de construção).

As empresas de fachada a serviço do grupo eram usadas para emitir boletos sem a devida contrapartida em relação à prestação de serviços ou venda de produtos, para que fossem quitados usando valores desviados das contas invadidas. O grupo também invadia contas de clientes de empresas aéreas para emitir passagens a terceiros usando os pontos do programa de milhagem das vítimas.

Mais conteúdo sobre:
polícia federal fraude bancária

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.